Hipótese autotrófica

Hipótese autotrófica

A hipótese autotrófica está entre as concepções que buscam explicar como eram os primeiros seres vivos. Ela alega que esses eram seres autotróficos, produtores de seu próprio alimento.

A hipótese autotrófica, embora tenha sido fortalecida recentemente, ainda é questionada, pois acredita-se que os seres primitivos poderiam ser muito simples e, assim, não capazes de realizar processos complexos para a obtenção de alimento.

Assim como existem diferentes ideias a respeito de como eram os primeiros seres vivos, existem diferentes explicações sobre como eles surgiram. Dentre essas hipóteses, podemos citar o criacionismo, a panspermia e a hipótese de Oparin e Haldane.

O que diz hipótese autotrófica?

Diversas hipóteses buscam explicar como surgiu a vida na Terra e como eram esses primeiros seres vivos. Dentre as que buscam explicar os primeiros seres vivos, podemos citar a hipótese autotrófica.

Ela sugere que os primeiros organismos eram autotróficos, ou seja, capazes de sintetizarem o próprio alimento. Esses seres seriam capazes de aproveitar a energia do ambiente e, por meio de reações químicas variadas, sintetizarem seu alimento.

Devido à descoberta de organismos habitando ambientes extremos, em relação à composição química e à temperatura, que podem ser comparados às condições da Terra primitiva, essa hipótese tem ganhado novos adeptos. Acredita-se que os organismos primitivos poderiam, assim como os que são observados atualmente, realizar processos como a quimiossíntese para a produção de seu alimento.

Acredita-se que os primeiros organismos poderiam realizar a quimiossíntese, como bactérias encontradas atualmente em fontes termais.
Acredita-se que os primeiros organismos poderiam realizar a quimiossíntese, como bactérias encontradas atualmente em fontes termais.

Existe uma hipótese de que a vida poderia ter surgido no fundo dos oceanos, e, assim, como organismos encontrados habitando fontes hidrotermais submarinas atualmente, os primeiros seres poderiam ser autotróficos quimiossintetizantes.

Nas fontes hidrotermais, a água quente, proveniente de regiões profundas do assoalho do oceano, surge de afloramentos rochosos, e, em contato com a água gelada, sofre um choque térmico. Ao sofrer esse choque, forma-se um precipitado de cor escura, devido à grande quantidades de sulfetos carreados pelo caminho percorrido por ela entre as rochas.

As bactérias presentes nessas fontes oxidam esses sulfetos pelas reações que liberam uma determinada quantidade de energia. Essa energia é então utilizada na síntese de matéria orgânica, sendo que, para isso, elas utilizam como fonte de carbono o dióxido de carbono (CO2).

No entanto, tal hipótese ainda recebe muitas críticas, entre elas está o fato de acreditar-se que os primeiros seres vivos eram bastante simples e não possuíam uma estrutura capaz de realizar processos fisiológicos mais complexos para a obtenção de alimento.

Leia também: Hipótese heterotrófica

Origem da vida

Como mencionado, algumas hipóteses buscam explicar como eram os primeiros seres vivos. Da mesma forma, diversas outras buscam explicar como eles surgiram. A seguir, apresentamos algumas concepções sobre a origem da vida no planeta Terra:

  • Criacionismo: segundo essa hipótese, descrita no livro de Gênesis, presente na Bíblia Sagrada, Deus criou, além do Universo, todos os seres vivos assim como os conhecemos hoje. Ela não é a mais aceita pela comunidade acadêmica, sendo mais relacionada à crença religiosa.
  • Panspermia: segundo essa hipótese, também conhecida como cosmogênica, a vida não se originou na Terra. A vida aqui teria surgido com base em material vindo de outros planetas, como esporos, por meio de corpos celestes, como meteoritos, que aqui caíram. No entanto, ela não sugere como a vida surgiu nos outros planetas antes de chegar aqui, além disso, apresenta outras lacunas que a fazem ser desacreditada, não sendo a mais aceita pela comunidade acadêmica.
Segundo a hipótese da panspermia, a vida teria surgido na Terra com base em material vindo de outros planetas por meio de meteoritos.
Segundo a hipótese da panspermia, a vida teria surgido na Terra com base em material vindo de outros planetas por meio de meteoritos.
  • Hipótese de Oparin e Haldane: segundo essa hipótese, a mais aceita pela comunidade acadêmica, a vida teria surgido na Terra com base na reação entre elementos presentes na atmosfera, devido à ação de descargas elétricas e da radiação ultravioleta do Sol. Essas reações deram origem aos aminoácidos, que, após novas reações, originaram os coacervados (constituídos por proteínas e uma camada dupla de proteínas) no oceano primitivo. Os coacervados deram origem a estruturas mais complexas e estáveis, até que surgiram os primeiros seres vivos.

admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.